sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

CASTOR – AQUELE QUE FAZ A HISTÓRIA DA VONTADE

O Castor é um dos animais auxiliares da Direção Oeste. Quando pensamos em desenvolvimento interior e autocura, a Direção Oeste nos fala da introspecção, da busca pela nossa verdade pessoal, baseada na qual iremos criar nossas metas. O Castor é o professor que nos ensina a “construir sonhos”, ou seja, nos ensina a trazer sonhos e metas para o plano concreto. Como animal auxiliar, a energia do Castor ensina a transformar "desejos" em vontade, em ação concreta na matéria.
A medicina do castor trabalha a energia da Água e da Terra. Em uma linguagem simbólica nos fala do Mundo Emocional (água) e o Mundo Concreto (terra). Ao mesmo tempo em que o Castor nos ensina a praticidade (terra) ele nos ensina também a flexibilidade (agua).
O Castor nos mostra também o poder do trabalho, o poder de realizar. Para compreendermos melhor essa medicina devemos entender bem esse poder e a sua importância na nossa sobrevivência, pois para transformar um sonho em realidade é necessário ter metas, é necessário trabalhar.
O Castor vem na roda de cura para ensinar a cooperação, a paciência, a persistência. Nos fala sobre parcerias, senso de comunidade (aprendendo a cooperação, sem ciúmes ou egoísmo) e principalmente a honrar todos os nossos talentos e habilidades
Chamamos o poder e a sabedoria curativa do castor quando necessitamos colocar nossas idéias e projetos em ação e nos sentimos impotentes, esquecendo que o Grande Espírito dotou a todos com recursos e habilidades para “dançar seu sonho”.
A medicina do Castor nos fala do poder curativo da “vontade”, da flexibilidade para procurar alternativas. Buscar novas maneiras de fazer as coisas.
A busca pelo poder curativo do Castor se faz necessária quando nos sentimos apáticos, desanimados, sem criatividade e com dificuldades de nos relacionarmos com grupos.
Nesse momento chame o Castor, ele vai bater sua cauda no chão, sorrir para você e num gesto ligeiro, convidá-lo para um delicioso mergulho nas águas das suas emoções.
 
"No começo de tudo a sabedoria e o conhecimento pertenciam aos animais, pois o Criador não falava diretamente com os homens. O Grande Espírito tinha enviado certos animais para dizer aos homens que Ele se manifestava na luz do Sol e da Lua, na água e na terra, nas plantas e nos animais. E através disso tudo, o homem devia aprender, pois tudo falava sobre o Criador".
Eagle Chief (séc. 19) Chefe dos Pawnee

Nenhum comentário:

Postar um comentário