quarta-feira, 20 de maio de 2015

A MEDICINA DO TIGRE

Irmão Tigre
Senhor dos caminhos secretos e da sabedoria ancestral
Que a tua medicina me dê forças e coragem para fazer o que é necessário
Que eu possa aprender contigo a escolher a ação correta,
Fazendo o que é preciso ser feito
De forma amorosa e silenciosa.
Irmão Tigre,
Que através dos ensinamentos da tua medicina,
Eu possa seguir meu caminho com equilíbrio, confiança e coragem.


A MEDICINA DO TIGRE


FUNÇÃO: O DESBRAVADOR 
LIÇÃO: EQUILIBRIO 
MEDICINA: MAGIA LUNAR
ELEMENTO: FOGO / ÁGUA      
DIREÇÃO: VENTO LESTE - ILUMINAÇÃO

O tigre é o maior de todos os grandes felinos. Pode medir até 12 pés de comprimento e sua cauda acrescenta mais três pés ao seu comprimento total.
Observando essas belas criaturas, os seus músculos ondulantes fica evidente a força e o poder que possuem. Suas grandes patas escondem garras impressionantes, que são geralmente mantidas ocultas, até que precise agarrar uma presa ou dar um golpe letal em um inimigo. Toda essa força está contida dentro de uma musculatura que foi concebida para assegurar a este felino no topo da sua cadeia alimentar.



ALMAS-TIGRE E A ENERGIA DA VONTADE

Para os “duas pernas” (humanos) que tem o tigre como “animal de poder” (aspecto instintual da alma ou SELF INSTINTIVO), o “Arquétipo do Tigre”, suas garras poderosas, sua musculatura forte e impressionante, podem apresentar-se, de forma simbólica, como uma poderosa explosão de energia. Estes indivíduos possuem um reservatório incrível de energia que é frequentemente mantido oculto, mas que se apresenta em momentos onde é realmente necessário.  Quando as circunstâncias justificam o lançamento deste manancial, ou quando a “alma-tigre” enfrenta um problema, crise ou desafio com uma intensidade focada que só pode ser equiparado para um salto de tigre.
      Quando muito jovem, a “alma-tigre” aprende a conter tal poder instintivo. Esta energia contida pode se apresentar como um olhar intenso e comportamento tranquilamente estudioso que podem intimidar os outros, como se os olhos-de-tigre fossem capaz de perscrutar sua alma.
      Tal intensidade pode afastar as pessoas, ou pode parecer que a “alma-tigre” é distante e desinteressada. Nada pode estar mais longe da verdade. No entanto, embora possa parecer insensível ou individualista, estas são as almas que desejam experimentar todas meandros da vida e aventuras, mas é apenas quando amadurecem e ganham confiança em si mesmos , que o seu lado mais exuberante emerge.

O LADO SOMBRIO DAS “ALMAS-TIGRE”


Quando a “alma-tigre” opera à partir da Sombra, tal força bruta pode ser utilizada para fins extremamente egoístas. Como o indivíduo que usa a energia do tigre que pulsa em seu self instintivo apenas para garantir seus desejos, independentemente do custo para os outros ao seu redor, e para o próprio progresso de sua alma. Neste cenário, a energia é então liberada em explosões vulcânicas e furacões, destruindo todos os que estão no caminho do tigre. Ou o inverso pode ser verdadeiro e os “duas pernas” com este magnífico espírito animal pode se perceber intimidado por suas próprias emoções excepcionalmente poderosas e seus desejos, negando e reprimindo tais sentimentos, o que resulta em muitas frustrações e negação do verdadeiro Ser.
      Assim como o Tigre,  alma-tigre  cresce, amadurece e evolui, e seu  equilíbrio é alcançado quando libera as suas energias indomáveis e mantém a percepção consciente dos sentimentos daqueles que a rodeiam. Quando os “duas-pernas” abraçarem sem medo seu próprio poder e utilizá-lo para o benefício de si mesmos e os outros, a Força- Luz da Vontade oriunda da sua “alma-tigre”  brilhará para iluminar o caminho, seu e dos outros que viajam à caminho do autodescobrimento.

AFETIVIDADE - A DEVOÇÃO DOS TIGRES



O tigre selvagem terá somente uma ninhada de filhotes a cada 3 a 4 anos (geralmente de dois a seis filhotes). Os pequenos tigres permanecerão com sua mãe por aproximadamente dois anos, nos quais ela irá orienta-los ensinando-os a caçar e a tornarem-se autosuficientes.
Assistindo a um tigre fêmea  protegendo e ensinando seus filhotes, torna-se óbvio para o observador que ela é uma mãe dedicada e amorosa. A gentileza que ela exibe em relação a seus filhotes pode se transformar rapidamente em ferocidade quando seus jovens filhotes estão sendo ameaçados, mas quando se trata de cuidar da sua prole, ela parece deleitar-se em seu papel de mãe.
Para os “duas-pernas” com alma-tigre, há uma tendência intrínseca da devoção feroz que flui através de suas veias. Quando um indivíduo tigre ama outra pessoa, seja em um amigo ou amante, a lealdade, a intensidade e a devoção que ele derrama sobre seus entes queridos deixa uma marca indelével nos corações e mentes dos outros. Para alguns indivíduos menos apaixonados que se encontram em uma relação afetiva com uma alma-tigre, esta intensidade pode ser esmagadora e eles vão escapar por "águas mais suaves", enquanto que aqueles que possuem um incêndio e profundidade semelhante dentro de seus próprios corações encontrarão um parceiro especial no indivíduo tigre.

 ALMAS-TIGRE E OS DESAFIOS DO CORAÇÃO


Os desafios para a alma-tigre podem ser vários quando se trata de assuntos do coração. Alguns tigres tendem a queimar com uma intensidade ardente. Mas tal paixão feroz não pode ser mantida indefinidamente e o calor escaldante de paixão vai diminuir rapidamente e, apesar do início emocionante (e mesmo que o parceiro/a ainda esteja encantado a intensidade do Tigre). Embora o romance possa ser inicialmente emocionante, a Alma-Tigre parte muito cedo em busca de um novo romance para reviver a fogueira exuberante de um novo relacionamento. O  resultado é que o companheiro/a deixado/a para trás fica com o coração partido e aquelas “almas-tigre” menos sensíveis terão acumulado um saldo cármico negativo até que ele/ela possa identificar esse comportamento destrutivo e aprender a agir com mais compaixão e consciência.
Mas inverso disso pode acontecer quando a “alma-tigre” está tão focada em amar os outros, derramando sobre eles seus cuidados, dominando seus próprios desejos, necessidades para agradar o parceiro nem sempre disposto a retribuir.. Neste caso, frequentemente, a devoção é  completamente descabida, pois a alma-tigre está tão ocupada  atendendo às necessidades do companheiro/a que nada sobra para alimentar a sua própria alma. Em ambos os casos, a lição para a alma-tigre é aprender o equilíbrio entre a paixão e a perseverança, amor ao próximo e um auto amor. Uma vez que este meio-termo é alcançado, o resultado é uma alma plena dando que ensinará a todos os que se deparam com ela, a beleza da verdadeira devoção e amor.

PRINCÍPIO YIN / YANG – A ALMA-TIGRE E O EQUILÍBRIO ENTRE OS OPOSTOS

Um olhar para a magnífica pele de um tigre revela como as listras pretas que estão cobertas contra o pano de fundo de uma coloração  laranja/ferrugem sugere uma certa dualidade. Na natureza, quando há um contraste tão significativo, indica que há uma duplicidade de sentido e/ou finalidade.
      Este contraste de padrões e cores na pele do tigre sugere um equilíbrio entre os princípios Yin/Yang.  O conceito chinês Yin/Yang é o conceito de que todas as coisas na vida são equilibrados através dos seus opostos e esses opostos são metades iguais do todo. feminino/masculino, branco/preto, claro/ escuro, são exemplos dessa polaridade que é o fundamento básico deste conceito. Portanto, quando se olha para o Tigre  como um totem e seu belo pelo de padrões e cores misturadas, torna-se evidente que este é um ser criatura que possui o equilíbrio das energias.
      Como um animal-totem, o Tigre vai caminhar ao lado dos “duas pernas” ensinando o equilíbrio entre os extremos da natureza, dos sentimentos e do temperamento. As “almas-tigre” são indivíduos ao mesmo tempo, quentes ou frios, cheios de paixão ou completamente isoladas e fleumáticas. Alternam períodos quentes com períodos “mornos” sexualmente falando. O desafio para estas “almas-tigre” está em encontrar o equilíbrio entre os extremos e entendimento de que as duas metades não são contradições de um ou outro, mas partes de um todo que precisam ser entendidas e integradas. Ao experimentar uma faceta da vida, sentindo e sendo então o "oposto", o Tiger aprende a importância do equilíbrio.
      Muitas vezes, o “duas pernas” que tem o Tigre como seu totem animal terá que percorrer as chamas do inferno e voltar várias vezes durante a sua vida. Muitas lições dolorosas serão encontrados em que ele/ela vai chegar ao ponto de exaustão absoluta, para então surgir como o Fenix à partir de suas próprias cinzas e começar um novo ciclo de crescimento e aprendizagem. A Vida para essas almas é experimentada de todo coração e experiências que podem desencorajar outras pessoas menos motivadas são frequentemente percebidos pelo indivíduo tigre como um desafio a ser vencido. A alma-tigre então aprende a reconhecer a necessidade de equilíbrio e harmonia. O resultado então, é um ser humano maravilhosamente integrado. Fundindo-se com a oitava superior da energia Yin/Yang, a alma-tigre abraça sua herança de verdadeiro poder e Integração.

 O TIGRE E A MAGIA LUNAR

Muitos mitos e lendas de animais sugerem que o Tigre é irmão da Lua. O contraste entre sua pele laranja e listras pretas reflete a polaridade entre a luz e as trevas, que são representações simbólicas das duas fases completas da Nova e Lua Cheia. Esses animais, que estão estreitamente relacionadas com os ciclos lunares são reconhecidos como possuidores de uma forma particular de magia incluindo encantamentos e  um papel especial no auxilio àquelas almas que estão saindo do plano físico (a boa estrada vermelha) em direção à Estrada Azul do Espírito.
Quando o espirito animal (totem) do tigre  caminha ao lado de um/a duas pernas, este muitas vezes parecerá imbuído de uma intuição e uma percepção muito forte. Este "conhecimento interior" é um alinhamento inconsciente entre os duas pernas e os ciclos da Lua.
Esotericamente, a Lua representa o passado, emoções, e tudo o que é "oculto". Aspectos ocultos incluem nossa mente subconsciente, memórias de vidas passadas, que existem apenas abaixo da superfície do pensamento consciente, programações passadas, pensamentos reprimidos e os reinos e dimensões que não são visíveis ao olho físico.
      As almas-tigre tem um extraordinário senso de oportunidade, na realidade, ele/ela está estreitamente em sincronia com a Lua Cheia e a Lua Nova. Durante o ciclo de três dias (ponto culminante e vazante) da Lua Nova, aqueles/as que tem o tigre como seu animal totem, instintivamente reconhecem que agora é a hora de começar novos projetos, saltar com força total em busca da sua auto realização (o “pulo do gato” que na verdade é o salto do tigre), pois isso irá produzir resultados positivos. Durante o ciclo de três dias da Lua Cheia, a alma-tigre reconhece que este é o momento de reunir, peneirar o passado para descobrir quais hábitos, ideias e pensamentos sobreviveram à sua finalidade. Durante a fase da Lua Nova, os modos desatualizados pode ser descartado em favor de novas ideias e planos. Na Lua Cheia é o momento em que as sementes plantadas durante o ciclo da Lua Nova germinam e produzem frutos.
      Quando opera a partir da energia sombria, a alma-tigre torna-se impulsiva e apressada, pois ainda não aprendeu o valor de esperar o tempo certo para agir, nem o dom da contemplação. Tais ações, muitas vezes podem levar a alma-tigre por caminhos tortuosos que trarão lições dolorosas, mas que ensinarão a alma-tigre, a importância de ouvir a voz interior que irá  instrui-los quanto ao momento certo de saltar e quando é tempo de aguardar silenciosamente.
       Quando aprende a reconhecer o fluxo essencial das forças da natureza e das forças e ciclos de sua própria natureza, a alma-tigre se alinha com elas e herda de Hanwi (a avó lua) grande parte da magia, magia que está associada com luz prateada da lua. Quanto mais em sintonia com seu/sua, lado receptivo e emocional intuitivo a alma-tigre se empodera. Torna-se mais sensível às vibrações sutis, a diretiva de sua própria alma e responde de acordo, com as habilidades de percepção mais desenvolvidas, exercendo através dessa percepção numinosa, a medicina transformadora, que faz parte da herança que este Espirito Animal,  O Tigre, traz com todo o seu simbolismo. Então, o “duas pernas” se unirá ao Espirito do Tigre em perfeito equilíbrio entre paixão e calma, orgulho e humildade, ação e contemplação no esplêndido dança de uma alma que se desdobra rumo a evolução.

Texto: Irene Carmo Pimenta
Imagens: Internet
Honre o sagrado quando for reproduzir as materias desse Blog citando a fonte. _/|\_
Visite nosso site: www.oficinadeconsciencia.com.br


4 comentários: